Sobre

 

Bem-vindo ao BlogdosMilagres de Rose Hahn Terapia Holística.

Sou uma sobrevivente da civilização bicho-grilo. Se você não sabe o que é bicho-grilo, os seus pais sabem.

Como a dualidade será tema frequente aqui no Blog, apresento, na sequência, os mundos por onde já transitei. E nada mais dual do que ser pisciana com ascendente em gêmeos, tipo assim: Eu acredito em fadas, duendes e gnomos. Acho que não acredito mais.

LADO A

Filha do seu Edmundo e da dona Benta; formada em gestão de pessoas, Reikiana e mais uma de cursos em terapias holísticas; faço numerologia e estudo Um Curso em Milagres  da Foundation for Inner Peace.

Sou uma buscadora da luz.

Prêmio Miró de Literatura com o conto “Devoção”, publicado pela Editora Insular e nas Revistas Raimundo e Cronópios. Outras histórias ganharam o mundo: finalista do concurso Oasys Cultural,  selecionada na Revista LiteraLivre e na mostra Ecos do Wattpad. Participação nas antologias: Escritor Profissional da Editora Oito e Meio; Escritores Malditos e Rir é o melhor remédio da Editora Illuminare; contos publicados no site Entrecontos, As Contistas e Vozes da Imaginação.

Viciada em livros, cremes antirrugas e filmes do Tarantino.

LADO B

Passei a adolescência trancada no quarto; neguei talentos que já demonstrava desde a infância, abandonei sonhos; comecei uma graduação, parei; depois outra, não terminei, até conseguir me formar em gestão de pessoas, e trabalhava feito burro de carga para confirmar uma crença interna: eu nasci para sofrer.

Após muitas chicotadas no lombo, e em meio a uma série de perdas e tragédias pessoais, me joguei no caminho do autoconhecimento. E nessa caminhada tomei consciência da existência de programações inconscientes que continham uma série de registros, dentre os quais, o de que eu não era capaz, e não merecia ser quem sou.

O meu lado A só foi possível depois da libertação das sombras e crenças limitantes, por meio de processos de autoconsciência.

E foi então que os milagres começaram a acontecer, entre eles, o da escrita. Não tenho mais medo, eu nasci para fazer isto.